Sem categoria

Na última etapa do Projeto Social #Recifebomparaviver

100_4339

 num sábado de sol e luz em abril de 2016,

100_4337 100_4336

captamos estas imagens do Bairro do Recife Antigo.

100_4335 100_4333

Um dos mais belos e emblemáticos do Recife. Marco Zero da cidade.

100_4330 100_4329

Curta as imagens e visite o bairro.

Fotos: Arnaud Mattoso @arnaudmattoso

100_4326 100_4325 100_4324 100_4321

100_4320 100_4319 100_4318 100_4317 100_4316 100_4315 100_4311 100_4332 100_4351 100_4349 100_4348 100_4347

#PVPE43 #CarlosAugusto

#100_4345 100_4350100_4358 100_4357 100_4356 100_4355 100_4354 100_4353 100_4352 100_4351 100_4346 100_4345

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, CIDADANIA, Cultura, PARTIDO VERDE

100_4141 100_4073 100_4069 CAM00035 100_3678 IMG_0567 IMG_0559 CAM00025 CAM00026 100_3663 100_3560 100_3530 100_3529 100_3486 100_3432 100_3409 frases na parede 100_2776 100_2932 100_2553

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, Canais, CIDADANIA, lixo, PARTIDO VERDE, sustentabilidade

Microrregião 5.2 – Comunidade: Beirinha da Estância

Na 8ª Caminhada do projeto Recife bom para viver, do Partido Verde de Pernambuco – PVPE, o grupo verde foi à Comunidade Beirinha da Estância,

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (12) Eliane Marcelino, dona de casa

localizada na beira do Rio Jiquiá com lixo, invasões, jacaré, cheias constantes e praticamente debaixo do pontilhão do metrô que passa a cada dez minutos entre às 5 horas e às 23 horas.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (19) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária

“É uma ocupação de  insalubridade absoluta”, avalia o presidente do PVPE, Carlos Augusto Costa.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (20) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária
“Toda vez que a maré sobe entra nas casas”, aponta a líder comunitária, Elisabeth Ferreira da Silva, a Betinha, como é
conhecida na Comunidade Beirinha da Estância.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (18) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária

“Veja como todas as casas tem a base alta”, confirmando que são invasões sobre a areia escura, lamacenta e suja da Comunidade.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (13) Comunidade Beirinha da Estância
“Este lugar foi esquecido pelo poder público municipal”.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (17) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária
Este queixa foi repetida inúmeras vezes pelos moradores, mas na verdade é um lugar esquecido pela maior parte da sociedade recifense que vive longe da situação degradante daquela população.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (11) Eliane Marcelino, dona de casa
“Quando chove, a gente fi ca uma semana debaixo da água. No inverno, a gente não tem sossego”, conta a dona de casa,
Maria Lucia que mora numa casa de base alta, na entrada da comunidade, e se entristece em daquela situação no lugar onde mora há 50 anos.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (11) Comunidade Beirinha da Estância

“Dá uma tristeza ver pessoas passando aqui pela minha porta, com os filhos pendurados nas costas, fugindo das cheias”.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (12) Comunidade Beirinha da Estância Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (20) Comunidade Beirinha da Estância Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (19) Comunidade Beirinha da Estância
É preciso ver de perto, caminhar pela Comunidade, como fez o grupo verde, para entender a realidade cruel das pessoas que ali vivem. Mesmo assim, nada será comparável ao que eles vivenciam durante o inverno. “A água do rio chega à altura do ombro”, conta a dona de casa Eliane Marcolino; em pé, de cima do parapeito de sua casa com seu vestido roxo e os dois fi lhos pequenos ao seu lado.

 

“Eu levanto as coisas e fico em cima até a água baixar”. Eliane mora no local há 25 anos. É difícil entender a angustia dessas pessoas para quem mora, trabalha e tem a realidade longe deste local à beira de um rio sujo, debaixo de um pontilhão de metrô, sem saneamento e onde mosquitos rondam o seu corpo o tempo inteiro.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (12) Comunidade Beirinha da Estância

Evidente que ratos, cobras e escorpiões são bichos comuns para as pessoas da Comunidade. Em novembro, quando o grupo verde fez a primeira visita, a maré estava seca e o sol quente, mas a sensação de abandono tomou conta das pessoas. A líder comunitária Betinha se emocionou em seu relato e chorou diante de todos, em seu desespero que era um apelo, um sopro de esperança para que alguém olhe pela comunidade que ela defende.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (19) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária

“O povo daqui está cansado de promessas”, diz Betinha. Está certa.

#pvpe43 Vamos mudar este quadro? #eleiçoes2016 #carlosaugusto

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, CIDADANIA, Cultura, PARTIDO VERDE, sustentabilidade

Quantos cães, gatos e outros animais estão abandonados pelas ruas do Recife?100_3979

Qual a Política social e ambiental da Prefeitura do Recife para atendimento e mitigação doe efeitos danosos sobre as criaturas de deus sobre a Terra?

100_3998

São perguntas com poucas respostas e relegadas a segundo plano no contexto geral dos inúmeros problemas da capital pernambucana.

100_3948

Mas uma coisa é certa: O PV – Partido Verde de Pernambuco quer fazer algo sobre este tema.

100_4145

Programas de castrações de cães e gatos é possível de fazer

.100_3942

Vamos fazer.

 

100_3946

#pvpe43

100_3943

aqui algumas das centenas de imagens de animais

100_3999

que colhemos nos 200 quilômetros de caminhadas

100_4118

do Projeto Recife bom para viver

100_2684

entre 2015 e 2016.

 

100_4143 CAM00049 100_3684 100_3682 100_2602 100_2632 100_2680 100_2685 IMG_0599 IMG_0594

 

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, CIDADANIA, Cultura, PARTIDO VERDE

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (19) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária

Gente olha pro céu Gente quer saber o um

100_2490

Gente é o lugar De se perguntar o um

fotos 13 dona marli 3 (1)
Das estrelas se perguntarem se tantas são

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (11) Eliane Marcelino, dona de casa

Cada, estrela se espanta à própria explosão

100_2398
Gente é muito bom Gente deve ser o bom

100_2415
Tem de se cuidar De se respeitar o bom

100_2401

Está certo dizer que estrelas estão no olhar

100_2421
De alguém que o amor te elegeu Pra amar

100_2385

Marina, Bethânia, Dolores,

92

Renata, Leilinha,

32
Suzana, Dedé

CAM00025
Gente viva, brilhando estrelas na noite

100_2553

Gente quer comer

DSC_2459
Gente que ser feliz

DSC_2423
Gente quer respirar ar pelo nariz

DSC_2398
Não, meu nego, não traia nunca

DSC_2359
Essa força não Essa força que mora em seu coração

dona cicera

Gente lavando roupa

100_4163100_4159100_4160100_4161
Amassando pão

DSC_2437

Gente pobre arrancando a vida Com a mão

DSC_2365

No coração da mata gente quer Prosseguir

DSC_2367
Quer durar, quer crescer,

DSC_2498
Gente quer luzir

DSC_2500
Rodrigo, Roberto, Caetano,

DSC_2472

Moreno, Francisco,

DSC_2461
Gilberto, João

DSC_2463
Gente é pra brilhar,

DSC_2398
Não pra morrer de fome

DSC_2443
Gente deste planeta do céu De anil

DSC_2436
Gente, não entendo gente nada

DSC_2431

Nos viu

DSC_2410
Gente espelho de estrelas,

DSC_2394
Reflexo do esplendor

DSC_2334
Se as estrelas são tantas,

100_4127
Só mesmo o amor

100_4000

Maurício, Lucila, Gildásio,

100_3966
Ivonete, Agripino,

elias

Gracinha, Zezé

seu Luis
Gente espelho da vida,

IMG_0601
Doce mistério

Vida doce mistério Vida doce mistério

Valdenio Ubiratan Pereira Tereza Coutinho Tereza Coutinho (2) Simone Morais Severino Patricio Severino Patricio (2) Renata Reginaldo Roberto Ramon Soyza Moises Batista

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, CIDADANIA, Cultura, PARTIDO VERDE

IMG_0487IMG_0498IMG_0497IMG_0496

Praça Miguel de Cervantes – Ilha do Leite
Alguns dos bairros mais interessantes do Recife pela história e pelos prédios antigos formaram o percurso da  12ª Caminhada do Recife bom para viver: Ilha do Leite, Boa Vista, São José.

A saída desta 12ª etapa do projeto aconteceu na Praça Miguel de Cervantes, na Ilha do Leite.

IMG_0482

No local arborizado e bem conservado está a igreja Nossa Senhora da Saúde.

IMG_0478

Infelizmente, não havia muitas pessoas aproveitando deste raro espaço de convivência na cidade, nem famílias com crianças ou idosos.

IMG_0480

Um homem varria a calçada no entorno da praça.

IMG_0494 IMG_0493 IMG_0491 IMG_0489

Seu nome é Geraldo do Nascimento e ele é pago para o trabalho por um morador do local. Ele preferiu não informar quanto ganha, nem quem o paga.

 

IMG_0482
A partir da Ilha do Leite, o histórico bairro da Boa Vista é uma extensão natural ligado por ruas de paralelepípedos, largas e silenciosas, com prédios antigos baixos que não ultrapassam quatro andares.

“Considero um bairro bom para morar. Tranquilo nos fins de semana, próximo de tudo e com infraestrutura no entorno”, avalia o presidente do PVPE Carlos Augusto.

IMG_0477 IMG_0475 IMG_0474

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, CIDADANIA, Cultura, PARTIDO VERDE

Poder Feminino

Na 3a caminhada do Projeto Recife bom para viver, em 17 de outubro de 2015, um encontro na Praça do Derby com o grupo de hip hop Crew, formado por mulheres, foi o prenúncio positivo das boas vibrações para o Partido Verde.

As moças iriam tocar na noite daquele sábado na Casa de Lia de Itamaracá:
– E por que o hip hop como estilo musical?
– Porque é o estilo de raiz que manda a mensagem que atinge a sociedade com uma linguagem direta, explicou uma das cantoras da banda.

Explicação dada, aula entendida. Sorte e futuro para elas. Apoio total do Partido Verde às mulheres e às manifestações culturais espontâneas das ruas, das comunidades, da população.

“O estilo do Hip Hop manda uma mensagem que atinge a sociedade”

“O estilo do Hip Hop manda uma mensagem que atinge a sociedade”

100_2576
Praça do Derby

#carlosaugusto #pvpe43 #cultura #hip-hop #música

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, Canais, CIDADANIA, lixo, PARTIDO VERDE, sustentabilidade

Na 8ª Caminhada (21/11/2015) do projeto #Recifebomparaviver, do
Partido Verde de Pernambuco – #PVPE, o grupo verde foi à Comunidade Beirinha da Estância.
Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (11) Comunidade Beirinha da Estância  Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (12) Comunidade Beirinha da Estância

A comunidade está localizada na beira do Rio Jiquiá com lixo, invasões, jacaré, cheias constantes e praticamente debaixo do pontilhão do metrô que passa a cada dez minutos entre às 5 horas e às 23 horas

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (12) Eliane Marcelino, dona de casa Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (13) Comunidade Beirinha da Estância Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (16) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária

É uma ocupação de insalubridade absoluta”, avalia o presidente do PVPE, Carlos Augusto Costa

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (18) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (19) Comunidade Beirinha da Estância

“Toda vez que a maré sobe entra nas casas”, aponta a líder comunitária, Elisabeth Ferreira da Silva, a Betinha, como é
conhecida na Comunidade Beirinha da Estância.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (19) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (20) Comunidade Beirinha da Estância

“Veja como
todas as casas tem a base alta”, confi  rmando que são invasões
sobre a areia escura, lamacenta e suja da Comunidade.

Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (20) Elisabeth Ferreira da Silva, líder comunitária Carlos Augusto - Caminha do PV 28-11 (21) Comunidade Beirinha da Estância

“Este lugar foi esquecido pelo poder público municipal”.

Este queixa foi repetida inúmeras vezes pelos moradores, mas
na verdade é um lugar esquecido pela sociedade

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, CIDADANIA, PARTIDO VERDE, sustentabilidade

100_3331aqui houve uma casa onde morreram duas pessoas

Quanto vale a vida humana? É impossível mensurar, porque este “cálculo” é mais “caro” para quem perde seu ente querido.

100_3339O risco é iminente

Esta é a reflexão sobre o local da tragédia no bairro Bomba do Hemetério ocorrida na madrugada de 29 de junho de  2015, quando pai e filho morreram sob os escombros da casa onde moravam. Eles foram vítimas de mais um deslizamento de morro no Grande Recife.

100_3332Bairro Bomba do Hemetério

Mas o problema não terminou com as duas mortes. Ainda restam casas “penduradas” no precipício e casas na base sob o risco de novos desabamentos nas próximas chuvas intensas que se repetem a cada inverno pernambucano. Como não podemos impedir o inverno e as chuvas, seria possível impedir os danos materiais, físicos e psicológicos que as tragédias deixam à sociedade?

100_3548 100_3329 100_3330 100_3342 100_3341 100_3332

Leia mais em: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2015/06/
pai-e-fi  lho-morrem-em-deslizamento-de-barreira-na-bomba-do-hemeterio.
ht

Compartilhar esse artigo
CAMINHADA, Canais, CIDADANIA, lixo, PARTIDO VERDE, sustentabilidade

Este 30 de maio de 2016 ficará marcada na história triste do Recife Região Metropolitana (RMR) como mais um dia de caos urbano e quando Recife faz jus ao apelido #raincife.

100_3548Jardim São Paulo

Em 24 horas são mais 200 mm de chuvas, sendo 120 mm em apenas 6 horas que combinadas a maré alta de 2m10 perturba a vida de toda uma sociedade pagadora de impostos.

100_3539Canal de Guarulhos

Nem precisamos dizer como ficam os mais carentes que moram em áreas de riscos. Até às 11 horas desse trágico dia, havia a morte de uma criança e quatro feridos.

65Canal do Arruda

Diversas ruas e casas alagadas em toda RMR. Prejuízos financeiros e emocionais.

Nenhum pacto entre as prefeituras para tentar se resolver ou minimizar, como se o período de chuvas entre abril e agosto não fossem conhecidos.

DSC_2403

E como se as causas também não fossem sabidas: lixo, canais sem manutenção, impermeabilização em excesso, falta de saneamento, galerias  entupidas.

DSC_2353

#CarlosAugusto, líder estadual do PV PE 43 percorreu 200 km em 18 microrregiões para ver inloco os problemas da cidade

100_3799

Vamos mudar esse quadro? vamos ter responsabilidade sócio ambiental com a cidade?

100_4014 

60

#pvpe43 #carlosagusto #eleições2016

 

 

 

 

 

Compartilhar esse artigo